23 de out. de 2019

Análise: veja como Santo Antônio e Farmácia do Povo chegam na grande final da VI Copa Gustavo Alves de Futebol minicampo "Veterano" 2019

Confira suas campanhas, gols e ideias de plano de jogo que levaram esses dois clubes do cenário do futebol amador minicampo "Veterano" de toda região a chegarem na grande final do evento esportivo 2019.
Uma final inédita. De um lado, a consagração de um trabalho que revelou vários jogadores e deu a Farmácia do Povo à grande chance do seu primeiro título na competição. De outro, a chance de um gigante voltar a conquistar seu primeiro titulo inédito nesta competição. Santo Antônio e Farmácia do Povo decidem a final neste domingo dia 20 de outubro, às 7h40 na Arena Gustavo Alves município de Rafael Fernandes/RN.
Santo Antônio Pau dos Ferros                Farmácia do Povo Catolé do Rocha
Como os times chegam a essa final? Quais suas campanhas? Quem marcou os gols? Preparamos alguns dados estatísticos e analíticos para melhor compreender a forma de jogo das duas equipes:


O Santo Antônio é um time que protege bem seu sistema defensivo. O treinador Zé Fonte conseguiu montar bem sua linha de defesa e conta com a boa fase dos zagueiros, Clenildo e Cleílton e com os laterais, Josivan pela direita e Gueguê pela direita que estão muito bem nesta competição.  
O clube chegou bem até a grande final com várias viradas de bola principalmente de Gueguê para Josivan que deixa sempre o lateral em condições de finalizar obrigando os goleiros adversário a praticar grandes defesas, e o lateral chega bem no ataque, e foi fundamental na semifinal fazendo os dois gols que colocou o Santo Antônio na grande final.

No meio campo para o ataque, ainda não vejo um time bem compactado como deveria ser. Mas o clube, tem no craque Bertinho seu homem de criação no meio campo que dita o ritmo do jogo, e é o responsável pelas melhores jogadas elaboradas pelo clube do Bairro Riacho do Meio. Tem dois volantes cascudos, Francisco Canindé e Chagas que são jogadores de forte poder de marcação principalmente o volante Chagas que simboliza uma força de vontade e garra que só ele mesmo têm. O Canindé já é um pouco mais técnico, e neste jogo anterior, teve mais coragem e no lugar de ficar só tocando a bola para traz sem objetividade, foi tranquilo e deu sequencias a várias jogadas contribuindo mais na organização e desempenho do clube.
No ataque, Nailton é uma referência, sempre foi um atacante acostumado com grandes jogos e uma cabeceador nato. O que me chama atenção, é que mesmo sendo o principal jogador de frente desta equipe, o centroavante ainda não marcou nesta competição. Ah não ser que o Nailton tenha guardado o dele para estar grande final. Porque é um atacante de mão cheia, e todo cuidado com ele é pouco. Está no melhor momento que seu reserva Bobô que não fez uma boa atuação nesta semifinal, mais continua focado e em busca de oportunidade para tentar contribuir e tentar junto com Naílton trazer este título inédito para Pau dos Ferros. 
Outro atacante que está bem na competição e este fez um gol é Zé Maria, na minha modesta opinião é a válvula de escape do Santo Antônio. Jogador de velocidade e de muita técnica, sabe se movimentar tanto pelo lado direito como pelo esquerdo, e vem incomodando muito o sistema defensivo dos adversários. Não podemos esquecer de George que sempre que entra nas partidas bota muita pressão, tanto nas bolas áreas como também em bolas tabelas chegando para a finalização.

Se o Santo Antônio não fez muitos gols na frente o clube conta no gol com segurança do goleiro Dejaílson e a experiência do goleiro Conhe para este jogo decisivo. De uma coisa eu tenho certeza neste domingo no Santo Antônio não vai faltar determinação, garra, força de vontade, desempenho e postura mais acima de tudo com organização e paciência para trazer este título inédito e invicto para a cidade de Pau dos Ferros/RN.


O santo Antônio chegou nesta final com esta companha

Fase de classificação (Grupos).
Santo Antonio (PDF) 02 x 01 Santa Helena (SFO) 
Santo Antônio (PDF) 04 x 04 São Jorge (Rafael Fernandes)

 Quartas de final
Santo Antônio (PDF) 01 x 00 Seleção de Itaú

Semifinal
Santo Antônio (PDF) 02 x 01 Santa Helena (SFO)

O clube marcou nove (09) gols e sofreu seis (06) saldo positivo de três (03) gols.

Santo Antônio (Pau dos Ferros)
01 - Dejaílson (Goleiro)
02 - Luzimar (Babá) - Lateral direito (01 gol)
03 - Clenildo (Zagueiro)
04 - Cleílton (Zagueiro)
06 - Guegué - Lateral Esquerdo (01 gol)
07 - George - Meia/Atacante (01 gol)
08 - Francisco Canindé (Volante/Meio Campo)
09 - Bobó - Atacante (01 gol)
10 - Bertinho - Meia (01 gol)
11 - Zé Maria - Atacante (02 gols)
12 - Conhe (Goleiro)
13 - Valdeir (Volante)
14 - Chagas (Volante)
15 - Josivan - Lateral direito (02 gols)
16 - Cezivan (Lateral esquerdo)
18 - Naílton (Atacante)

Técnico - Zé Fonte
Auxiliar - Daeço Silva

Farmácia do Povo (Catolé do Rocha)
- O clube paraibano é a maior sensação deste ano na VI Copa Gustavo Alves de futebol minicampo “veterano” 2019. É um time muito bem compactado e de um toque de bola com muita qualidade desde o sistema defensivo até sua chegada no ataque para a finalização em gol.  É o que tem mostrado a Farmácia do Povo nesta competição.

O clube demonstrou muita variações de jogadas durante sua trajetória até chegar a esta grande final do evento. É uma instituição que gosta de ter sempre que possível a posse da bola, e trabalha com muita objetividade e categoria sem nenhuma pressa nas construções e criação das principais jogadas do clube.  Na minha modesta opinião, esse time tem o DNA tipo de um clube que sabe jogar e muito o futsal e conseguiu encaixar muito bem, este plano de jogo no minicampo da Arena Gustavo Alves. 

Jogadores experientes que dita o ritmo de jogo conforme lhe é favorável e com isso o clube conseguiu chegar com todos os méritos para esta grande final.
Do sistema defensivo até o ataque o clube é muito forte. Começando pela segurança do goleiro Carlinhos que além de se mostrar uma grande arqueiro demonstrou que também sabe fazer gols e deixou o dele neste evento.  Além deste toque de bola que fascina e irrita qualquer adversário o sistema defensivo tem zagueiros com o zagueiro Carlos, Didilson pela direita e Fabinho pela esquerda e tem a proteção de Gledson que é um meia que volta e ajuda na saída de bola e proteção no sistema defensivo do clube. Mesmo 
No meio campo começa pela boa presença do volante Gledson que tem como principal caraterista de ser uma homem de marcação, mais que sai como muita qualidade para o ataque, a prova disso é que o jogador é o vice-artilheiro da competição e o artilheiro do clube com quatro(04) gols marcados até este exato momento na copa Gustavo Alves. E tudo passa pela categoria do craque Preto ex-ABC de Natal que é reconhecido por toda região do RN. Ele é o responsável pela armação na assistência e grande visão de jogo que coloca os jogadores do clube sempre na cara do gol dos seus adversários. 

E quem está muito bem neste evento é o atacante Sidgley na minha modesta opinião neste evento é o melhor pivô desta VI Copa Gustavo Alves Veterano 2019. Jogador se apresenta, faz gols e contribui tanto na marcação como sabe como poucos definir a melhor jogada para deixar os seus companheiros em condições de marcar, diria um atleta completo.

Pra finalizar o clube convidou o João Bandeira para reforçar o clube para esta reta final da copa, e o João mostrou que não veio para brincadeira e foi logo mostrando serviço, marcando dois belos gols e contribuindo muito na criação das jogadas e se apresentado para finalização com muita precisão que já é caraterista do mesmo. O engraçado disso tudo é que o time estava atuando praticamente sem seu treinador Mael que trabalhou nesta semifinal da competição.

A Farmácia do Povo chegou nesta final com esta companha

Fase de classificação (Grupos).
Farmácia do Povo (Catolé do Rocha) 04 x 04 Seleção Major Sales
Farmácia do Povo (Catolé do Rocha) 04 x 00 Luís Gomes Master

Quartas de final
Farmácia do Povo (Catolé do Rocha) 06 x 01 Vidraçaria Souza (PDF)

Semifinal
Farmácia do Povo (Catolé do Rocha) 05 x 01 São Benedito/R3 Pamonharia (PDF)

O clube marcou dezenove (19) gols e sofreu seis (06) saldo positivo de treze (13) gols.

Farmácia do Povo (Catolé do Rocha)
Carlinhos - Goleiro (01 gol)
Tasso - Zagueiro (01 gol)
Carlos (Zagueiro)
Gledson - Meia (04 gols)
Zivanildo (Ala direito)
Preto - Meia (02 gols)
Judivan (Zagueiro)
João Bandeira - Meia (02 gols)
Fabinho - Ala esquerda (01 gol)
Sidgley - Atacante (02 gols)
Lucivaldo (Boi) - Atacante (03 gols)
Gil Gema - Ala esquerdo (01 gol)
Didilson Paraíba - Ala direito (02 gols)
Charuto (Zagueiro)

Técnico - Mael


                        Texto e edição - Aldeir Torres Sport
Fonte - Aldeir Torres/VI Copa Gustavo Alves
Imagens - Aldeir Torres          

Obrigado pela visita! Volte sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário