15 de mar de 2018

A emoção da Copa Gustavo Alves de futebol amador

Adalberto ex-profissional da pauferrense - PDF (Foto - Aldeir Torres Sport)

Tornar-se um atleta profissional de futebol hoje é o objetivo da maioria dos jovens que se espelham em jogadores que desfrutam de salários exorbitantes e possuem status de estrela. Conquistar esse objetivo, no entanto, vai muito além do talento. A falta de oportunidade, por exemplo, é um dos fatores que acaba destruindo esse sonho. Com isso, os campos de várzea e o futebol amador se tornaram refúgios encontrados para se divertir, e por um curto espaço de tempo, ser um jogador de futebol. 


Cláudio Alves organizador do evento e o presidente João do Corinthians - PDF (Foto - ATS)

Nos Barracos município de Rafael Fernandes, existe uma competição que chama atenção de muitos desportistas de Rafael Fernandes/RN e toda região. A Copa Gustavo Alves de futebol minicampo amador, organizado pelo competente Cláudio Alves, em”, homenagem ao inesquecível Gustavo Alves grande pescador e desportista que, por muito tempo, incentivou e divulgou o esporte amador nos Barracos. 


Cláudio Alves e filhas numa das premiações do evento (Foto - Aldeir Torres Sport) 

O campeonato que começou em fevereiro de 2013 com apenas treze equipes, hoje reúne vinte e um clubes nesta edição 2018. As principais equipes do cenário do esporte amador de Pau dos Ferros e toda região, já começam a focar na Copa Gustavo Alves como um dos melhores evento esportivos de toda região, ficando atrás somente da Copa primo Fernandes, mas a cada evento a copa Gustavo Alves vem conquistando seu espaço, até porque os clubes que não tiverem condições de se escrever e atuar na copa primo Fernandes, terá seu orçamento bem mais em conta, se escrevendo na copa Gustavo Alves e participando nas próximas edições da competição. 

DNT, um dos clubes que mais evoluiu no cenário do esporte amador de Pau dos Ferros/RN 

Na minha modesta opinião os clubes amadores já evoluíram muito, mesmo sabendo que não se esconde as dificuldades em apitar os jogos de qualquer competição amadora. “A maior dificuldade é a segurança. No passado muito árbitros já foram agredidos e essa, apesar de muitos sites e blogs escrever como se o esporte amador fosse essa maravilha toda, mas eu te garanto que não. Agora com regulamentos mais qualificados em caso de agressão o atleta e equipe são eliminados isso melhorou um pouco os eventos esportivos. 


Ruan Lima, atleta lançado pela equipe do Santo Antônio - PDF (Foto -ATS)

Com toda organização é fundamental para os clubes que atua no evento, possam lançar as jovens promessas do futebol, nos clubes que representa suas cidades, “A gente vê vários garotos de qualidade, é difícil lembrar de cada um, mas depois ficamos sabendo que despontaram pelo futebol e isso é bem legal. Todos os presidentes e treinadores têm conhecimento do seu papel de educador na formação desses garotos e de todos os relacionados dos clubes. Portanto no próximo ano, não deixem de escrever o seu clube e lançar seu melhores atletas e as jovem promessas do clube, afinal todos querem sentir a emoção de disputar (Jogar) uma copa Gustavo Alves, né mesmo? 

Texto e edição - Aldeir Torres Sport
Fonte - Site ATS

Nenhum comentário:

Postar um comentário