20 de nov de 2014

Aldeir Torres - Campeonato brasileiro. Série A.

Flamengo é goleado pelo Atlético-MG de novo: 4 a 0


Sob os gritos de eliminado, o Flamengo viu o Atlético-MG desfilar, novamente, sua superioridade técnica e vencer por 4 a 0, ontem à noite, no Estádio Independência. Com as equipes titulares dos dois lados, o jogo não teve o nervosismo e a emoção de duas semanas atrás, quando os times disputavam a vaga na final da Copa do Brasil e os mineiros conseguiram um resultado épico, por 4 a 1. Mas ontem teve, de novo, a qualidade de Luan e Diego Tardelli, que jogou graças a um efeito suspensivo obtido à tarde. O Flamengo até chegou perto do gol de Victor, mas sem muito perigo. Já o Atlético-MG voava com a velocidade de Luan, que deixou Léo Moura para trás inúmeras vezes. Aos 10 minutos, Paulo Victor já tinha visto Douglas Santos chutar uma bola no travessão. Aos 21, o goleiro salvou com linda defesa chute de Dátolo, praticamente da marca de pênalti. Três minutos depois, não teve trave nem goleiro para salvar. Dátolo cobrou escanteio, Marcelo desviou a bola, que caiu perfeitamente para Luan finalizar de primeira: 1 a 0. O segundo gol era questão de tempo e veio no fim da etapa inicial. Aos 43, o lateral-direito Léo Moura derrubou Douglas Santos na área. Pênalti bem batido por Tardelli.


Paulo Victor exigido

O domínio do time mineiro não foi ameaçado em nenhum momento no segundo tempo. Uma ou outra jogada de velocidade rubro-negra, mas nada que desse trabalho a Victor. O mesmo não aconteceu com Paulo Victor, que continuou sendo muito exigido. O goleiro fez grandes defesas. Aos quatro minutos, foram duas vezes seguidas. Luan, após tabela, ficou na cara do goleiro, que defendeu. No rebote, Douglas Santos arriscou de longe e o rubro-negro se esticou para espalmar. Com menos de 10 minutos, a torcida já gritava olé. E, aos 12, a arbitragem invalidou um gol de Douglas Santos, que não estava impedido. Porém, aos 17, Dátolo, da esquerda, achou Luan entrando na área, que só escorou para o gol: 3 a 0. Os mineiros continuaram passeando em campo. O quarto veio sem muito esforço aparente. Aos 27, Dodô recebeu de Dátolo e tocou entre as pernas de Paulo Victor. Goleada que apenas confirmou que a conquista da vaga não fora um milagre.


Situação de Felipe indefinida


Enquanto cumpre tabela no Brasileiro, a diretoria do Flamengo tem de resolver velhas pendências de 2014. No caso, o futuro do goleiro Felipe. O rubro-negro terá de pagar o que deve ao ex-camisa 1 rubro-negro para que a rescisão seja assinada. Ainda não saiu justamente por causa dos valores — altos para as finanças do clube, ainda mais no fim do ano. Entre tudo o que o clube deve a ele, que tem contrato até o fim de 2015, a soma chega a mais de R$ 1 milhão. Sem contar os salários que o goleiro ganharia até o término do vínculo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário