18 de nov de 2014

Aldeir Torres - Série B.

Vasco pode subir hoje até com empate, mas Joel mostra preocupação e pressiona jogadores: ‘Já era para ter resolvido’


Ninguém no Vasco, dos jogadores ao treinador, aguenta mais falar da campanha na Série B. Hoje, o martírio pode acabar. Dependendo da combinação de resultados, o time carimba o acesso até se empatar com o Vila Nova em São Januário, às 21h50m (veja a tabela abaixo).
— Já era para ter resolvido. Falei que eles deixaram chegar até o final, agora vão ter que resolver. Não tem muito para falar do lado emocional, falar muito é desgaste demais — reconheceu o técnico Joel Santana, mostrando preocupação. Com uma equipe que vem mostrando pouca disposição em campo, é arriscado contar com uma vitória — mesmo contra o penúltimo colocado, que já está rebaixado. A gordura acumulada com os tropeços dos concorrentes não evita um clima de ressaca antes mesmo da festa.



Apesar de estar na zona de conforto na tabela, em terceiro lugar, a seis pontos do quinto colocado, o Vasco nunca apresentou um futebol digno de Série A. Último a chegar, Joel ignora o adversário e lembra que a não classificação mancharia a carreira de todos no clube.
— Estou tão preocupado com o Vasco que não dá tempo de pensar no Vila Nova. A nossa responsabilidade é muito grande. Vamos botar em risco um trabalho de um ano. Estou apenas há dois meses aqui. Mas, desde que entrei, sempre, mal ou bem, no G-4. Chegou o epílogo do filme. Temos que terminar bem. O prejuízo seria grande para todos. Estamos a um passo de voltar à Série A — convocou o treinador, pedindo até “portões abertos” em São Januário logo mais.
Para o time, Joel demonstra não ver mais espaço para cobranças excessivas. As variações táticas frustradas mostraram as limitações do grupo. Na reta final, o treinador procurou deixar claro que ele, sim, que deu os primeiros passos no Vasco, entende a importância de voltar à Primeira Divisão.
— Ou a gente resolve o problema amanhã (hoje), ou vamos ter muitas dificuldades — afirmou, para em seguida fazer o alerta final: — Não pode ficar todo ano convivendo com isso. Estou sofrendo. Hoje, o sofrimento pode acabar.


Técnico admite falta de sintonia

Depois de armar um Vasco mais ofensivo para o jogo de hoje contra o Vila Nova, lançando Lorran, Fabrício e Rafael Silva entre os titulares, o técnico Joel Santana mandou alguns recados para o time e chegou a admitir a falta de sintonia com o grupo. Joel lembrou que, enquanto a vaga não vier, haverá cobrança, tensão e expectativa. E que os jogadores precisam estar preparados para isso.
— Se o jogador que vem para o Vasco para disputar uma Série B não se preparar para o jogo final, não pode jogar no Vasco. Tem que jogar numa equipe sem responsabilidade. Não pode pensar que vai ser o ano todo mamão com açúcar — disse.
Sobre o relacionamento com o grupo, Joel admitiu que seu estilo não é unanimidade:
— Conheço bem o Vasco, mas alguns jogadores não conheciam. De 30, uns aceitam, outros não

Nenhum comentário:

Postar um comentário