24 de mai de 2014

Aldeir Tôrres - Pela Metade do Preço.

Posto tem grandes filas no ‘Dia sem Imposto’


Os consumidores mossoroenses madrugaram em busca de abastecer carros e motos por um valor mais baixo da gasolina. O ‘Dia sem Imposto’ para este combustível, realizado ontem, 23, atraiu centenas ao único posto da cidade participante do protesto contra a alta carga tributária.

O Posto Olinda colocou à disposição quatro mil litros por um preço de R$ 1,42/litro. O valor normal é de R$ 3,02 – o que representa uma redução de mais de 50%.

A distribuição das fichas começou às 6h – horário normal de abertura do estabelecimento. Foram disponibilizadas 200 fichas para carros e 200 para motocicleta.

Cada carro poderia abastecer 15 litros (R$ 21,30), enquanto para as motos foi limitada a quantidade de cinco litros (R$ 7,10).


As filas de veículos chegaram a dar voltas em quarteirões do bairro Santo Antônio e até foram formadas na contramão ao longo da Avenida Jeremias da Rocha. Agentes de trânsito da Secretaria de Trânsito e Transportes (STT) chegaram ao local às 9h para orientar os motoristas nas imediações e entrada do posto de combustíveis.

O gerente do estabelecimento, Luís Roberto Augusto, disse que a distribuição foi encerrada em pouco tempo. “É muita gente querendo e muitos estavam desde a noite anterior. O problema não é o abastecimento em si que é rápido e sim a organização do pessoal nas filas, a falta de comunicação, o desordenamento”, explicou.

Na fila desde às 5h, o personal trainer Cléber Alves aproveitou a iniciativa para economizar. “Para mim compensa esperar um pouco por.que a gasolina está muito cara hoje em dia. Vou chegar um pouco atrasado no trabalho, mas vale a pena”, disse ele que só conseguiu abastecer o seu carro por volta das 9h.

O estudante de Medicina, Carlos Júnior, chegou no mesmo horário. Ao perceber o tamanho da fila e o tempo que estava gastando para chegar à bomba, ele avaliou que não fez um bom negócio. “Acabei perdendo uma parte da manhã de estudos. Além disso, o tempo que estou na fila andando de pouco em pouco já gastou a gasolina que ainda vou colocar mesmo que por um preço mais baixo”, destaca.

O mototaxista Gilvan Fernandes não deixou a oportunidade passar. “Pagar por menos da metade é uma vantagem para a gente, principalmente quem anda muito no dia”, disse ele acrescentando ter visto motoristas chegar na quinta-feira, 22, às 22h.

Ao final dos 400 abastecimentos, os preços voltaram ao normal nas duas bombas destinadas ao atendimento especial.

  
Ação

O ‘Dia sem Imposto’ foi realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL). Na capital, três postos aderiram ao protesto que tem o objetivo de conscientização e reflexão da sociedade e dos poderes públicos sobre a importância do respeito ao contribuinte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário