21 de nov de 2013

Aldeir Tôrres - Copa do Brasil.

Flamengo empata com furacão e decide em casa.

Atlético-PR 1 x 1 Flamengo.

A decisão ficou para o jogo do dia 27, no Maracanã, quarta-feira que vem, e o Flamengo sai com uma pequena vantagem por ter feito gol fora de casa. O placar de 1×1 com o Atlético-PR não retrata bem o que foi o jogo. Houve mais chances do Flamengo, do que do Atlético, mas persistiu o empate.

O time não jogou um belíssimo futebol, mas longe das pífias atuações no sul do país nos últimos anos. Encarou o rival de igual para igual e na maioria dos momentos do jogo o Mengão foi superior.

Não entendi o Jayme de Almeida colocar Diego Silva na saída de Carlos Eduardo. Se um saiu por não jogar nada, o outro entrou para ser pior ainda. Errou tudo, pagou mico, caiu duas vezes e deu um inacreditável passe para ninguém dentro da área. Rifou a bola e atrapalhou.

No próximo compromisso a parada será resolvida de qualquer jeito, em casa, no Maracanã, e por isso mesmo é hora de partir desde já para voltar o pensamento para a decisão. Começa com um placar que garante o título ao Flamengo. Porém, é bom lembrar o quanto o futebol é traiçoeiro. Seriedade é a palavra de ordem.

Podia ter sido melhor.


O Flamengo arrancou um empate em Curitiba e tem muito a comemorar por isso. O medo de sofrer uma derrota por dois ou três gols existia, mas o time não só empatou como fez gol fora de casa. Excelente, para o sistema de disputa da Copa do Brasil. Mas podia ter sido melhor.

Diante de um Atlético Paranaense medroso e sem criatividade, o Flamengo esteve mais perto da vitória e teria vencido se não levasse a convicção de que o empate fora de casa era um bom resultado. Hernane, Luiz Antônio e Léo Moura tiveram chances reais de virar o placar no segundo tempo e perderam.

No Maracanã, diante de sua torcida jogando junto com o time, o Flamengo pode vencer. Mas tem que mostrar seu jogo dentro de campo, não se vence no vestiário, nem na concentração. É preciso ter em mente as lições amargas do passado, como a derrota para o Santo André nas mesmas condições. Jayme e os jogadores demonstram seriedade e respeito em suas declarações, dizendo que “o Flamengo ainda não ganhou nada”. É necessário demonstrar isso quando a bola rolar. Será o fecho de ouro de um ano que se desenhou péssimo e pode acabar em glória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário