27 de out de 2013

Aldeir Tôrres - Brasileirão - Série B

Palmeiras sobra e sobe. Agora precisar melhorar


Nove pontos de vantagem para o segundo colocado, de volta à primeira divisão com seis jogos de antecedência. Melhor ataque, melhor defesa. Cinco derrotas em 32 jogos. Parece ótimo, mas o Palmeiras deixa a certeza que tem que melhorar muito.

O futebol apresentado na segunda divisão muitas vezes foi pobre. Dependeu de Valdivia, presente em menos da metade da campanha, para ter brilho e até jogos contra equipes da zona de rebaixamento foram duros. O chileno sobrou quando esteve em campo na divisão inferior e jogou 15 das 32 rodadas. Pouco. Na Série A, a dificuldade é maior e Valdivia terá que jogar mais. E ainda melhor.


Era de se esperar um ano difícil do Palmeiras. A nova diretoria assumiu o clube somente em fevereiro, quando a maioria dos negócios já estavam feitos e com boa parte da receita comprometida. A equipe tem uma base para 2014 com Prass, Henrique, Wesley, Valdívia e Allan Kardec. De resto, é de se pensar que o ganho de qualidade precisa ser grande.


Gilson Kleina montou um time competitivo e cumpriu os objetivos. O futebol dentro de campo é o que menos agrada na campanha da Série B. O Palmeiras estará na primeira divisão em 2014, cumpre sua obrigação. Tem tempo para planejar o próximo ano. A ver se terá também competência. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário