29 de jul de 2013

Aldeir Tôrres

Flamengo e Botafogo fazem clássico elétrico e histórico
Flamengo e Botafogo se acostumaram nos últimos anos e decidir títulos. Turnos e Campeonatos Carioca foram aos montes, e de 2006 para cá, quando o Botafogo foi campeão, as finais, exceto 2010, em que o Botafogo foi campeão e 2011 que foi o Flamengo direto, nos outros eles estiveram na cena. Mesmo nos 2 últimos entre Botafogo x Fluminense, o Botafogo precisou eliminar o Flamengo. Neste período o Flamengo levou 4 títulos e o Botafogo ganhou 3.

No Brasileirão há uma ampla vantagem do Flamengo, cuja equipe não perde para o Fogão desde 2001. E olha que jogam em turno e returno todo ano. Mas parece que engasgou alguma coisa na engrenagem de vitória do Botafogo no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, após o primeiro tempo em que enquadrou o Flamengo e venceu por apenas 1×0, gol de Rafael Marques, aos 22, e perdeu um caminhão de gols, o Bota tinha a vitória como certa e ganhava até 49 minutos do segundo com o tal gol.

O Flamengo marcara com Elias em impedimento claro num gol anulado, e num outro não tão claro, porém, anulado também. Mas aí o resultado já não era justo. Se o Flamengo do primeiro tempo com Diego Silva na cabeça da área levou baile, no segundo ele inverteu a lógica do jogo. Mano lançou Luiz Antonio, muito mais lúcido e botou Adryan em campo. O time fluiu e o Mengão passou a mandar no jogo. Jefferson foi um monstro no gol com defesas incríveis.

Até que, aos 49, Elias recebeu e mandou com força máxima e precisão absoluta, evitando novo brilho do goleiro do Botafogo. A bola foi estufar a rede, empatar o jogo, evitar a quebra do tabu e tirar a liderança do campeonato para o Botafogo. Uma explosão rubro-negra e frustrações alvi-negra, numa noite em que ambas experimentaram a glória e o infortúnio num mesmo jogo, recheado de emoções.

O público foi de mais de 52 mil pessoas e a renda superou os 3 milhões de reais. Seria lotação total e maior arrecadação, impedidas pelo preço altíssimo do ingresso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário