23 de mai. de 2013

Rapidinha do Aldeir

Cara no muro

O Fluminense deu de cara com um muro e não conseguiu chegar ao gol. O Olímpia veio ao Rio apenas para não deixar o adversário jogar e deve estar comemorando o 0 a 0. Não dá para conceber um time que abdica 100% do direito de atacar e coloca oito jogadores cercando sua própria área. Foi o que fez o time paraguaio e o Fluminense não encontrou espaços para finalizar.

Aliás, até encontrou, duas vezes. Leandro Euzébio (no primeiro tempo) e Rhayner (no segundo) tiveram nos pés as duas chances reais de gol, mas não sabem finalizar. Além disso, o Flu errou muitos nas bolas paradas, interceptadas pelos zagueiros ou pelas mãos do goleiro Silva. 

Não está perdido. Em Assunção o Olímpia terá que sair para jogar e o Fluminense tende a fazer gol. Será um jogo mais parecido com futebol, com dois times buscando a vitória, e não apenas um, como aconteceu em São Januário.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário