20 de abr de 2013

Vasco

Jogo com Madureira quase passou batido pelo noticiario

Venda do Dedé, transferência do jogador bloqueada pela Receita Federal, doping do Carlos Alberto, Bernardo fora de combate por seis meses. Seria complicado para uma partida que não vale nada, em um campeonato em que já estamos eliminados, ter apelo maior que (mais) essas notícias-bomba sobre o Vasco. Por isso que o jogo contra o Madureira, pela última rodada da Taça Rio quase passou batida pelo noticiário do clube.

Mas Paulo Autuori sabe que não tem tempo para se preocupar com nada além da formação de uma equipe competitiva para o Brasileiro e ele tem razões de sobra para pensar no confronto de hoje. Será mais uma oportunidade para observar o elenco e o treinador deve fazer mais algumas mudanças no time titular. Mais uma vez Autuori não confirmou quem começa jogando, mas dessa vez ele não tem muitas alternativas, já que desfalques forçados e a saída do Dedé não podem ser contornados.

Com Luan na zaga e a possibilidade de termos Yotun e Elsinho nas laterais e Fillipe Soutto e Pedro Ken no meio de campo, o Vasco que vai a campo hoje deve ser bem leve, mais até que no começo do Carioca. Será um time mais inexperiente e com uma grande vocação ofensisa: serão dois laterais que apóiam muito, dois atacantes que se movimentam bem (Thiaginho mais que o Tenorio, mas esse também não fica preso à área) e se Fellipe Bastos também jogar, teremos uma meiuca sem volantes eminentemente de combate.

Não temos nada a perder, mas ainda assim é uma formação pra lá de ousada. Contra o Madureira, que não foi moleza contra nenhum dos grandes, tudo indica que teremos um jogo aberto e com muitas chances de gol. E tomara que seja assim mesmo: já que esse será nosso último jogo oficial por um bom tempo, que a torcida tenha a oportunidade de ver um time que jogue pra frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário