24 de abr de 2013

Aldeir Tôrres

Bayern aniquilou o Barcelona
Uma vitória do Bayern sobre o Barcelona era um resultado perfeitamente previsível, mas uma goleada por 4 a 0 poucos podiam imaginá-la. O jogo mostrou um Barcelona fiel à sua tática de posse de bola (foi de 63% contra 37% do Bayern), mas impotente em criar espaços na defesa alemã e, pelo contrário, constantemente em perigo quando o adversário contragolpeava em velocidade. E a presença ofensiva do Bayern foi bem maior que a do Barcelona, o que torna indiscutível seu triunfo.

Como parcial explicação do desastre do Barcelona poderiamos lembrar as dúvidas suscitadas em dois dos quatro gols alemães e, sobretudo, um Messi escalado à última hora mas sem suas melhores condições físicas. Mas isso não pode tornar injusto o sucesso do Bayern que se demonstrou sempre melhor, mais coeso e taticamente perfeito. Pelo que, aliás, fica curioso saber em que seu técnico para a próxima temporada, o espanhol Guardiola, poderá melhorá-lo.

Para o jogo returno no Nou Camp é natural que a torcida do Barça espere por um milagre, pois esta é a definição certa para o sonho de eliminar o Bayern e chegar na final da Champions League. Mas parece-me que mesmo milagres tem tamanho e condições para se tornarem possíveis e este 4-0 supera todos os parametros conhecidos.

No jogo em si, enquanto Messi mostrava estar longe de sua melhor condição física, no Bayern vários jogadores luziam de forma espetacular, desde Müller até Ribery e vários outros, como o central brasileiro Dante que deve ter ratificado, aos olhos do técnico Scolari, seu direito a uma nova convocação para a seleção brasileira.

Enfim, foi um jogo gostoso de se ver e que deixou um sabor de “quero mais”: isso vai acontecer na próxima 4ª feira…

Nenhum comentário:

Postar um comentário