21 de mar de 2013

Vasco

Saída de treinador coloca futuro de Ricardo Gomes em xeque

Após um ano e meio de recuperação do Acidente Vascular Cerebral sofrido enquanto comandava o Vasco à beira do gramado, Ricardo Gomes retornou a São Januário para ser o ponto de apoio da comissão técnica e uma referência junto à torcida. Mas a demissão de Gaúcho após a derrota por 2 a 0 para o Nova Iguaçu, a terceira seguida, colocou em xeque o futuro do diretor técnico. Ainda não está confirmada sua permanência e muito menos descartada sua saída.

Ao ser apresentado como diretor técnico do Vasco em 14 de novembro de 2012, Ricardo Gomes deixou claro que estava disposto a fazer um trabalho no qual os resultados apareceriam a longo prazo, devido às difíceis condições do clube. No entanto, mostrou estar ciente da responsabilidade e pronto para segurar a pressão por resultados imediatos.

- No campo não dá para mim, não tenho condições, por isso teremos o Gaúcho, que será o treinador. Eu sou diretor técnico. Mas chegarei cedo e sairei tarde do todos os dias, isso eu garanto. A responsabilidade, se os resultados não vierem, pode botar na minha conta. Vamos esclarecer assim - disse, na ocasião.

No discurso, todas as partes garantiram que as tarefas do novo organograma do futebol estavam bem definidas e que não havia conflitos. O diretor executivo René Simões recebia de Ricardo Gomes as indicações para reforços e os buscava no mercado. No dia a dia, o diretor técnico nunca dirigiu um treinamento. Ele se  limitava a observar algumas atividades e conversava internamente com Gaúcho, que comandava a equipe no gramado. Os dois eram responsáveis por discutir jogadores a serem escalados e as possíveis formações da equipe.

A partir de agora existe a dúvida se o treinador a ser escolhido pela diretoria teria o perfil de trabalhar dessa maneira com Ricardo Gomes. Ao que se sabe, o diretor técnico ainda não se movimentou para buscar um substituto para Gaúcho. René Simões  é que, por enquanto, está na linha de frente da negociação.

- Ainda não sei o que vai acontecer com o Ricardo. Fiquei de conversar com ele ainda hoje no fim do dia - afirmou o presidente Roberto Dinamite.

Uma reunião na tarde desta quinta-feira, provavelmente na casa do presidente Roberto Dinamite, pode selar os rumos do futebol do Vasco. E o de Ricardo Gomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário