21 de mar de 2013

Rivalidade

Paula Pequeno polemiza e diz que carrasca do Brasil é “nojenta”
Duas vezes campeã olímpica com a seleção brasileira feminina de vôlei, a atacante Paula Pequeno não teve medo de expor sua opinião ao, durante uma conversa com os fãs feita pela internet, ser questionada sobre a personalidade da estrela russa Ekaterina Gamova:

– A Gamova é chata, nojenta, não dá autógrafo para ninguém e ainda odeia o Brasil. Ela disse, publicamente, que não gosta das brasileiras, que não gosta do Brasil, mas eu não estou aqui para falar dela.

Com 2,02 m de altura, a russa é considerada uma das maiores carrascas do vôlei brasileiro, já que teve participação fundamental nas vitórias russas sobre a seleção nacional na semifinal das Olimpíadas de Atenas, em 2004, e nas decisões dos Mundiais de 2006 e 2010. Ciente disto, Paula elogiou a gigante como atleta antes de dar outra alfinetada:

– É muito boa jogadora, tem o diferencial da altura. Por ser muito grande, eu acho que ela deve ficar enjoada de tanto tirar foto.

Vale lembrar que, apesar das três vitórias sobre o Brasil, Gamova também teve que engolir o fato de o time comandado por José Roberto Guimarães ter eliminado justamente a Rússia em jogo emocionante nas quartas de final das Olimpíadas de Londres, em 2012, quando as gringas desperdiçaram seis match points. Nos Jogos de Pequim, quatro anos antes, a Rússia também foi derrotada pelas brasileiras, mas em jogo válido pela primeira fase.

Revelações pessoais

Em determinado momento da conversa, Paula ainda revelou rapidamente que mudou o estado civil.

– "Agora estou solteira" – comentou a atleta, que era casada com o ex-jogador de handebol Alexandre Folhas, com quem tem uma filha, Mel.

Questionada se vai voltar a jogar no Brasil na próxima temporada, Paula foi evasiva.

– Jogar no Brasil é uma opção. Agora, tem que ver o que é melhor pra mim. Não sei quando volto e se volto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário