22 de mar. de 2013

Imperador

Adriano procura Palmeiras, e diretor não descarta abrir negociações

 O Palmeiras procura um reforço "de nome", que tope encarar o desafio de conduzir o time na Série B e tenha alto potencial de exploração de imagem com o departamento de marketing do clube. E Adriano pode ser esse jogador.

O Imperador em pessoa ligou para o José Carlos Brunoro, diretor executivo do Palmeiras no começo do ano. Adriano disse a ele que via no Palmeiras uma excelente maneira de se recuperar para o futebol e perguntou se havia o interesse do clube paulista.

Brunoro ouviu atentamente, e então foi conversar com o presidente Paulo Nobre, que ficou entusiasmado com a possibilidade, desde que o atleta mostre que tem condições de jogo.

Brunoro não descarta abrir negociação com o Imperador, apesar de ele não jogar desde 4 de março do ano passado, quando ainda defendia o Corinthians. O atacante está sem clube desde outubro, quando parou de treinar no Flamengo.


– O Palmeiras tem interesse em grandes jogadores e ele, inteiro, se enquadra nisso. Se o Adriano me provar que está totalmente recuperado e que ainda tem projetos de carreira, pessoal e financeiro, nós aceitaríamos conversar – disse Brunoro.

– Desde o primeiro contato, ele não me procurou mais. Não chegamos a discutir valores, tempo de contrato, nada – emendou.

O Palmeiras faria diferente de Corinthians e Flamengo, últimos clubes que tentaram recuperar o jogador. O atleta faria todo o trabalho de recuperação física e emocional por conta própria. Só a partir daí seria discutido um acerto salarial, que deveria ocorrer dentro da nova filosofia do clube, que passa por dificuldades financeiras - os direitos de imagem do técnico Gilson Kleina e de vários jogadores estão atrasados.

O Palmeiras seria o terceiro clube paulista na carreira do jogador. O primeiro foi o São Paulo, clube que defendeu por seis meses em 2008, quando passava por problemas no Internazionale de Milão. Disputou 28 partidas e marcou 17 gols.  Depois, defendeu o Corinthians no ano passado, com oito jogos disputados e dois gols.

Nenhum comentário:

Postar um comentário