23 de mar. de 2013

Futsal-RN

Com 'trintões', América-RN quer permanecer na elite da Taça Brasil

A equipe de futsal do América-RN intensifica os treinamentos visando a participação na 40ª Taça Brasil de Futsal - Divisão Especial, competição que será disputada na cidade de Erechim, no interior do Rio Grande do Sul. O time alvirrubro vai encarar três fortes adversários na fase de grupos: o  Carlos Barbosa, atual campeão Mundial de futsal; o Minas, atual campeão da Taça Brasil da Divisão Especial; e o Goiás, vice-campeão da primeira divisão em 2012.

Do atual elenco americano, dez jogadores fizeram parte do título do Alecrim/Serra de São Bento na primeira divisão, em 2012. Contudo, um personagem foi essencial para que o grupo mudasse de camisa: o treinador Arturzinho. Para o técnico do América, Udenis Oliveira, o "velho" treinador convidou pessoalmente cada membro para ingressar no time.

- Ele buscou cada jogador para montar esse time e essa união está dando muito certo. Na verdade, eu estou aprendendo muito com Arturzinho. Ele é um ícone do futsal do Rio Grande do Norte e é uma satisfação imensa estar trabalhando com ele e o resultado com certeza vai chegar, porque nos damos muito bem - explica Udenis.

Diferentemente do futebol, o comando do time de futsal do América terá dois comandantes. À beira da quadra, Udenis dá as instruções, sempre sob os olhares do experiente técnico Arturzinho, que possui mais de 50 anos de serviços prestados ao futsal potiguar.

Arturzinho explica que, assim como num casamento, existe uma comunhão entre ele e Udenis e a experiência dos dois vai favorecer a permanência do Rio Grande do Norte na Divisão Especial do futsal brasileiro.

- Primeiro, para a coisa andar, tem que ter quatro olhos e eles precisam brilhar iguais. Não pode um brilhar mais do que o outro. Segundo, tem que haver um ótimo entendimento. Isso aí é um casamento. Se o casamento der certo, continua. Aqui, está funcionando bem demais, porque eu conheço o profissional e o homem Udenis há mais de oito anos, por isso que trouxemos ele e a equipe para o América. Isso aqui é uma comunhão de bens, é uma comunhão de amizade, é uma comunhão de delírio, é uma comunhão de lágrimas, é uma comunhão de tudo. Com esta comunhão, com certeza nós chegaremos longe - exalta Arturzinho.

Diariamente, os jogadores alvirrubros se reúnem no ginásio Nélio Dias, na zona Norte de Natal, e, em duas horas, realizam atividades com bola e exercícios físicos. Entre os destaques em quadra, está um trio que promete encher de gols as redes adversárias: os alas Anderson e Biro-Biro e o pivô Kilmer. Os atletas trazem no currículo títulos estaduais e o inédito campeonato da primeira divisão da Taça Brasil, que aconteceu na cidade Assú, em 2012.

Jogadores experientes

O experiente ala esquerdo Anderson tem 35 anos e começou sua carreira nos times de base do América, quando ainda jogava na antiga quadra de cimento, localizada na sede social do clube, no bairro de Petrópolis. O jogador fala com orgulho do retorno e acredita que o grupo reúne qualidades para buscar o seu "lugar ao sol".

- Realmente é um prazer estar de volta ao América. Foi aqui que tudo começou, nas categorias de base, no time juvenil e depois no adulto, conquistando vários títulos. Depois, joguei fora do estado e agora estou de volta, com um grande orgulho de vestir essa camisa mais uma vez. Nosso grupo é muito qualificado e vamos enfrentar várias 'pedreiras', mas todos sabem que o resultado só é obtido dentro de quadra e, se nós desempenharmos o nosso papel, vamos sair com as vitórias que necessitamos - conta o jogador.

Outro 'trintão" que integra o time alvirrubro é Biro-Biro. O jogador de 34 anos começou no esporte com oito anos de idade, na AABB/Natal, e ressalta que a volta do América ao cenário do futsal só faz engrandecer a presença do Rio Grande do Norte na competição nacional.

- O futsal do Rio Grande do Norte carecia de uma equipe com bandeira como a do América e estar participando desse grupo é uma grande satisfação. Ano passado, fizemos um trabalho tão grande representando a cidade da Serra de São Bento, mas não houve a notoriedade que em pouco tempo nós tivemos aqui. Então, nós vamos procurar aproveitar esse momento tão especial - disse Biro-Biro.

Já o caçula da turma é o pivô Kilmer. O jogador de 24 anos atua profissionalmente há apenas cinco anos e nunca havia disputado uma competição nacional como a de 2012. Ele se prende à parceria com os outros jogadores para buscar a permanência do estado na Divisão Especial da Taça Brasil.

- Todos estão muito cientes da responsabilidade dessa competição e o grupo é bastante entrosado. Sabemos que os adversários têm muita qualidade e reconhecimento no futsal nacional, mas vamos trabalhar para conquistar as vitórias e, quem sabe, chegar às finais - declarou.

Cronograma cheio

Com a proximidade da Taça Brasil, o América-RN se prepara também para disputar outra competição, a Taça Cidade do Natal. Segundo o supervisor de futsal do clube, Walter Júnior, a disputa será uma espécie de "teste" para que a comissão técnica possa avaliar o grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário