14 de mar de 2013

Coronel Ricardo Albuquerque

Comissão de arbitragem do RN afasta juiz que deu pênalti polêmico

As constantes reclamações dos clubes que disputam o Campeonato Potiguar deste ano fizeram a Comissão Estadual de Árbitros de Futebol convocar a imprensa para avaliar a atuação dos seus juízes na competição. O presidente da entidade, coronel Ricardo Albuquerque, ratificou que o quadro da arbitragem potiguar é um dos melhores do Nordeste e está entre os dez mais solicitados para jogos nacionais. Contudo, alguns equívocos foram praticados pelos árbitros. Entre eles, três foram afastados preventivamente: Valdick Leão, no jogo entre Corintians-RN e Potiguar de Mossoró, na primeira fase; Pablo Ramon, na partida entre ABC e Santa Cruz-RN, na segunda rodada da Copa RN; e Lenilson de Lima, que atuou no jogo de quarta-feira entre Potiguar de Mossoró e América-RN.

Lenilson assinalou pênalti para o América-RN no final do segundo tempo, o que gerou revolta dos torcedores do Potiguar. O lance originou o segundo gol da equipe natalense, que saiu vitoriosa por 2 a 1. O árbitro foi afastado do sorteio da próxima rodada, até que seja definida uma punição.

Para o coronel Ricardo, o tumulto que aconteceu no jogo em Mossoró dentro de campo e que se estendeu para fora do estádio, será analisado ainda nesta semana por uma comissão de arbitragem, por meio de imagens das emissoras de televisão que estiveram no Nogueirão, como também dos relatórios técnicos emitidos pelo próprio árbitro, pelo delegado da partida e por um observador, indicado pela Ceaf em todas as partidas.

- O que aconteceu dentro de campo será analisado por uma comissão, que analisará todo o material da partida, que são os relatórios emitidos pelo árbitro Lenilson de Lima, pelo delegado da partida e por um observador enviado pela Comissão de Arbitragem. Além disso, solicitamos as imagens das televisões, para avaliar por ângulos diferentes se houve o erro na marcação do pênalti ou não - explica o presidente da Ceaf.

Questionado sobre uma punição para o árbitro, coronel Ricardo Albuquerque foi taxativo e afirmou que vai esperar a análise da comissão de arbitragem para só aí, emitir um parecer junto ao juiz.

- Quando um árbitro não marca um lance que é importante dentro do jogo, as emissoras vão mostrar os detalhes. Por isso, não posso tomar nenhuma decisão sem ter uma prova de houve um erro. Se for comprovado o equívoco da arbitragem, poderemos dar uma resposta - conta coronel Ricardo Albuquerque.

Mesmo assim, Lenilson de Lima está afastado da próxima rodada do Campeonato Potiguar até que a decisão seja tomada pela comissão de arbitragem, formada por dois membros, sendo um representante da CBF, José Nilman de Lima, e um da Escola de Arbitragem, Eduardo Lincoln.

Sobre as confusões extracampo que ocorreram em Mossoró, o presidente da Ceaf criticou a forma como os dirigentes e a torcida do Potiguar agiram e pedirá uma atenção especial da Polícia Militar para os jogos mais importantes em cada rodada.

- Os dirigentes têm direito de reclamar, os torcedores também, mas não há direito de partir para a agressão. A confusão aconteceu porque os ânimos estavam exaltados e a Polícia Militar precisou intervir com o seu trabalho. Por conta disso, vou solicitar junto a PM que os jogos com maior importância na rodada tenham uma atenção especial, para evitar qualquer conflito com os nossos árbitros - concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário