9 de mar de 2013

Aldeir Tôrres

A Seleção Brasileira foi desmoralizada. Só não age se não quiser

Cabe a José Maria Marin honrar o cargo de presidente da CBF.

E colocar essa história a limpo.

Com investigação a fundo.

É a imagem da Seleção Brasileira que foi manchada.

Outro escândalo mundial.

A Polícia Federal precisa investigar a denúncia.

E fazer Bivar revelar a quem pagou pela convocação de Leomar.

Leão também deveria processar Bivar.

Essa história de 'a carapuça serviu' não é mera brincadeira, frase dita ao acaso.

É uma acusação.

"Fiquei tão surpreso como todo mundo.

Achei que estivesse na Seleção pelos meus méritos", disse Leomar.

"O que está acontecendo é um absurdo.

Posso explicar tranquilamente a chamada de Leomar.

O presidente da CBF da época (Ricardo Teixeira) tinha imposto limitações.

Eu não poderia chamar jogadores dos clubes grandes.

E quem atuava no Exterior.

Por isso levei vários atletas sem histórico de Seleção para a Copa das Confederações.

Foi esse o motivo que fez o Leomar ser convocado", se explicou Leão.

O treinador não só o chamou, o fez capitão do Brasil.

Percebendo o que provocou, Bivar tentou mais cauteloso.

Principalmente ao se explicar ao Estado de S. Paulo.

"O que falei foi que eu tinha um atleta que era propriedade do clube, o Leomar.

E que nós contratamos um lobista.

Ele tinha de levar o scout (estatísticas) dele para a comissão técnica da seleção brasileira.

Para que fosse convocado.

Se o lobista ganhou um dinheiro mole sem fazer nenhum trabalho...

Ou se o Leomar foi convocado pelo seu talento eu não sei."

Apesar da gravidade da situação, a José Maria Marin decidiu não se pronunciar.

"A CBF não foi citada", foi a alegação da assessoria de imprensa.

Não foi citada?

A Seleção Brasileira é de responsabilidade da CBF.

Irritado com tudo o que ouviu, Romário se manifestou.

Deixou claro o que pensa no seu twitter.

"O presidente do Sport teve a coragem de vir a público.

E comprovar o que venho falando a muito tempo: cartel na Seleção.

Segundo Bivar, em 2000, ele pagou para o volante Leomar ser convocado.

Ou seja, a antiga e atual gestão da CBF estão acabando com o futebol."

Tudo isso está acontecendo no país que organiza a Copa do Mundo.

A popularidade da Seleção cai a cada dia.

Marin já disse ao ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, não entender o motivo.

Rebelo deu a mesma resposta à presidente Dilma.

Os motivos estão claros, à vista.

Oportunidade melhor, impossível.

Que o ministro Rebelo apele à Polícia Federal.

E desvende o esquema de lobistas que colocam jogadores na Seleção.

Isso é urgente.

Se Rebelo estiver mesmo preocupado com a credibilidade do futebol.

Da Seleção...

E, principalmente, do povo brasileiro perante o mundo.

Os personagens estão todos aí.

Basta ver vontade.

E coragem de revelar a realidade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário