21 de fev de 2013

Tragédia

Tite chora após morte de torcedor boliviano: "Trocaria o título mundial pela vida dele"
O técnico do Corinthians, Tite, não conseguiu segurar a emoção ao falar sobre o falecimento do jovem torcedor do San José-BOL durante a partida diante do Corinthians, pela Libertadores, nesta quarta-feira, em Oruro. A tragédia ocorreu por conta de um artefato que, segundo a polícia boliviana, saiu da torcida do Corinthians e atingiu o garoto.

No vestiário do Estádio Jesus Bermúdez, o treinador trocou a entrevista coletiva por um pronunciamento e chorou ao comentar o episódio.

- Eu não queria fugir da minha responsabilidade e deixar de estar presente aqui. Não tem preço, não se vence a qualquer custo, o esporte tem outro sentido. Me desculpe, sei que não vai tirar a dor de vocês e nem da família, e estamos muito sentidos. Eu trocaria o meu título mundial pela vida do menino - afirmou o treinador.

A situação causou apreensão na delegação corintiana. No fim do jogo, torcedores bolivianos faziam coro de "assassinos" para os brasileiros. Membros da delegação corintiana - dirigentes e jogadores que não ficaram no banco de reservas - foram orientados a sair do camarote e descer para o vestiário ainda no decorrer do segundo tempo.

O gerente Edu Gaspar relatou o drama vivido e disse que os torcedores locais se revoltaram contra os corintianos.

- O foguete caiu a 15 metros da gente, muito próximo de onde estávamos, e nós estávamos vestindo roupas do Corinthians. As pessoas se voltaram contra a gente, atirando algumas coisas. Nós entendemos a revolta de todos e preferimos deixar aquele camarote, voltamos para o vestiário para esperar acabar o jogo - disse o dirigente do Corinthians.

Nenhum comentário:

Postar um comentário