24 de fev de 2013

Em luta equilibrada,

Lyoto cansa Dan Henderson e vence decisão dividida
Mesmo não sendo empolgante, Lyoto Machida fez o necessário para a maioria dos jurados lhe dar a vitória contra o veterano Dan Henderson no coevento principal do UFC 157, na madrugada deste domingo, no Honda Center, em Anaheim (EUA). 

O brasileiro seguiu sua tradicional estratégia de jogar no contra-ataque em vez de iniciar a ação e, com uma ótima movimentação no octógono, cansou o americano e acertou bons golpes no decorrer dos três rounds, garantindo assim o triunfo por decisão dividida (28 a 29, 29 a 28 e 29 a 28). Se Dana White cumprir a promessa que fez antes do evento, a próxima luta de Lyoto será pelo cinturão, contra o vencedor de Jon Jones x Chael Sonnen.

Foi a 19ª vitória em 22 combates na carreira do "Dragão", que está com 34 anos. Ex-campeão dos meio-pesados, ele já teve uma chance de recuperar o cinturão, mas perdeu para Jones no UFC 140. Já Hendo, de 42 anos, agora tem um cartel de 29 triunfos e nove reveses.

O primeiro round já teve Lyoto totalmente defensivo, sem procurar o ataque, enquanto Dan Henderson soltava alguns golpes com a direita. O brasileiro mostrou uma rápida movimentação de pernas, mas no fim foi acertado por dois diretos do americano. Ele teve tempo de surpreender e quedar o adversário, aplicando alguns golpes antes do fim do assalto.

No segundo round, Lyoto acertou um chute no corpo que desequilibrou Henderson. O americano foi para cima e jogou um overhand de raspão. Hendo tentou a queda, e Lyoto acertou uma joelhada de encontro no peito. O brasileiro, na sequênia, encaixou uma esquerda que abriu um pequeno sangramento perto do olho direito do oponente. Aparentando cansaço, Hendo deu o troco com um superman punch, e levou um chute rodado na barriga.

Lyoto acertou um chute no corpo no terceiro round, mas foi colocado para baixo. Por cima, Henderson aplicou socos e cotoveladas, sem muito efeito, e valorizou a posição. A dois minutos do fim, Lyoto se levantou. Ele encaixou dois bons chutes no alto no finzinho. 
Na decisão dos jurados, vitória do brasileiro por decisão dividida. O público vaiou muito o resultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário