15 de fev de 2013

Dorival Jr.

critica imprensa, exalta Seedorf e diz que 'faltam homens' no futebol
Dorival Júnior está insatisfeito com a relação entre profissionais do futebol e imprensa. Em longa entrevista ao programa de TV Redação Sportv, o técnico do Flamengo fez inúmeras críticas ao polêmico tema, disse que é preciso repensar o relacionamento entre as partes e ainda comentou diversos assuntos dos bastidores do futebol, como o comportamento de alguns profissionais.

O comandante rubro-negro elogiou o meia Seedorf, do Botafogo, adversário do próximo domingo, e utilizou o exemplo do craque holandês para comentar a ausência de “homens” no meio atual do futebol brasileiro.

“Confesso que não imaginava tanto sucesso e rendimento da parte dele [Seedorf] aqui no Brasil. Ele veio de um país muito frio, tem encarado altas temperaturas e consegue ir muito bem. É um atleta especial. E seu principal benefício tem sido a postura, o exemplo que ele dá. Se todos os times tivessem um jogador assim, as coisas seriam melhores. Ele é homem no melhor sentido da palavra, e faltam pessoas assim no meio do futebol”, analisou Dorival, antes de falar da conturbada relação com a imprensa.

“Nós não nos respeitamos entre nós, os jogadores são mal orientados e precisamos ver a maneira como a imprensa está influindo no futebol. É uma postura de criticar por criticar que incomoda. Aceitamos as opiniões, mas queremos tranquilidade para trabalhar. Todos os detalhes de um trabalho levam tempo, e a imprensa já quer criticar com menos de um mês de trabalho. Isso está errado”, disse o técnico do Flamengo.

Dorival ressaltou que técnicos, jogadores e dirigentes não gostam da relação com a imprensa e que isso precisa ser revisto. “São muitos problemas. O futebol brasileiro está indo para um buraco e as coisas podem não ter volta. É o momento de parar um pouco e repensar isso. Internamente, todos querem evitar um contato com a imprensa. Por que isso? Será que não tem algo errado? Será que o caminho não é outro, de um respeito maior entre as partes? Temos que repensar isso tudo”, sugeriu.

Outra crítica veemente feita por Dorival foi referente ao relacionamento entre os técnicos. “É uma falsidade enorme na nossa área, uma situação horrível. As pessoas não se respeitam. Estamos até tentando nos reunir, criar um grupo [de técnicos] para estudar soluções e resolver isso”, revelou o treinador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário