17 de fev de 2013

Copa do Nordeste

Em Natal, ASA desbanca ABC de virada e avança às semifinais
 A noite era de festa no Estádio Frasqueirão, porém, quem levou mais convidados não teve motivos para comemorar. Pacientemente, o ASA viu o ABC abrir o placar ainda no primeiro tempo, com Júnior Xuxa, e só nos 16 minutos finais virou o jogo, calando os torcedores potiguares. Em partida válida pelas quartas de final da Copa do Nordeste, o time de Arapiraca venceu o de Natal por 2 a 1, com gols de Didira e Osmar, aos 34 e 35 da etapa final, e avançou às semifinais da competição para enfrentar o classificado do confronto entre Vitória e Ceará. O time baiano venceu a primeira fora por 2 a 0 e pode até perder por um gol neste domingo, no Barradão, que avança.

O clima era de decisão para os dois lados. Mas, além da necessidade de marcar, as duas equipes tinham medo de sair atrás no placar. O resultado de 0 a 0 na primeira partida fazia com que o vencedor se classificasse. Empate com gols favorecia o ASA, por jogar fora de casa, enquanto o mesmo placar do confronto anterior levaria a decisão para a disputa de pênaltis.

Também existia uma escrita a ser mantida pelos visitantes, já que o ABC nunca venceu o ASA. E também não foi desta vez, para a alegria da dezenas de torcedores alagoanos que vibraram na casa do adversário, diante dos quase 10 mil abecedistas.

 Medo de tomar gols

A partida começou com as duas equipes cientes dos riscos que corriam em sofrer um gol. Mas foi a zaga do ABC a primeira a vacilar, aos 12 minutos, após um lançamento despretensioso, que encontrou Léo Gamalho mano a mano com Flávio Boaventura. O goleiro Lopes teve que sair da área para tirar a bola da cabeça do atacante.

 Com a saída do lateral Renato, lesionado, para a entrada de Bileu, o ABC ganhou um reforço na marcação, mas perdeu em seu poderio de ataque. O jeito era optar por jogadas individuais. Numa delas, Jean Carioca foi derrubado na entrada da área. Aos 27 minutos, Junior Xuxa partiu para a cobrança da falta e colocou a bola no canto esquerdo, sem chance para o goleiro Gilson: 1 a 0.

O jogo ficou nervoso, o que resultou numa sequência de cartões amarelos - dois para o ASA e um para o ABC. Depois disso, a melhor chance de gol foi aos 41, com o meia Didira, que limpou a marcação e chutou colocado para uma bonita defesa de Lopes.

Vira-vira

Os anfitriões começaram a segunda etapa partindo para cima, primeiro com Jheimy, depois com Júnior Xuxa. Os visitantes até tentaram atacar, mas encontraram um ABC compacto em sua defesa. O artilheiro da competição, Rodrigo Silva, não estava numa noite inspirada e deu lugar ao estreante Júnior. O “Diabo Loiro” foi o alvo de praticamente todas as investidas abecedistas, mas sem sucesso.

O alvinegro alagoano cresceu na partida já aos 30 minutos e foi o suficiente. Aos 33, Didira, que era dúvida na escalação momentos antes do início da partida, avançou sozinho na entrada da área e chutou rasteiro, acertando o cantinho de Lopes e empatando o jogo. Dois minutos depois, no contra-ataque, Leo Gamalho fez grande jogada pela direita, foi à linha de fundo e tocou para Osmar empurrar para o fundo das redes e virar o placar, garantindo a classificação alagoana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário