24 de fev de 2013

Atacante

Túlio volta ao Caio Martins, marca três gols e fica a dois do milésimo
O Caio Martins já é um lugar bem íntimo de Túlio, e foi neste estádio, onde brilhou pelo Glorioso no título brasileiro de 1995, que o atacante marcou mais três gols, chegou a 998 na carreira, segundo as contas dele, e se aproximou do sonho de fazer o milésimo. Em amistoso contra o Santos de Angola, na manhã deste domingo, o folclórico jogador marcou de pênalti, logo aos cinco minutos do primeiro tempo, e fez um belo gol aos 42 da etapa inicial, quando se livrou do zagueiro e finalizou da entrada da área. 

No final do jogo, aos 38 do segundo tempo, converteu mais um pênalti, que o deixou a apenas dois passos de seu grande sonho.

- É muita felicidade fazer esses três gols. Agora só faltam dois para o milésimo. Foi uma linda festa, um amistoso internacional, com a presença do presidente. Me deixou muito feliz. Cada dia que passa é mais difícil, mas vamos continuar trabalhando para fazer o gol mil - declarou Túlio.

Por conta de uma campanha de marketing, apenas 300 torcedores tiveram o privilégio de ver uma das últimas apresentações do ídolo. O jogo foi marcado para às 10h e o calor era intenso. Aos 43 anos, não era comum ver Túlio Maravilha se movimentando durante o jogo, mas por pouco ele não fez mais.

Aos 19 do segundo tempo, ele se livrou do zagueiro e finalizou de perna esquerda, em cima do goleiro. Logo depois, ele arriscou de fora da área, mas a bola passou caprichosamente por cima do gol. Aos 29, ele driblou o zagueiro, mas perdeu o ângulo e chutou para fora.

- O Túlio Maravilha já fez gols de todos os tipos, vale tudo. Gol de mão, de cabeça, impedido, vale tudo. Só tem dois gols que não fiz na carreira, gol contra e olímpico. Gol contra não quero fazer nunca (risos) - disse o atacante, que, por ter feito três gols, pediu que o hino do Botafogo fosse tocado durante o Fantástico.

E Túlio seguiu em campo durante o jogo inteiro, de olho em uma possível chance no fim. Curiosamente, a partida foi encerrada aos 39 minutos do segundo tempo, logo depois de seu terceiro gol.

- Ainda não sei quando será o próximo jogo. Vamos ver se a gente faz um em um amistoso e deixar o milésimo para uma grande festa no Engenhão. Estou sempre preparado para fazer os gols, afinal sou um artilheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário