22 de fev de 2013

Aldeir Tôrres

Posso contestar.

Tite, após o jogo com o San Jose, estava muito emocionado. Disse que trocaria seu título de campeão mundial pela vida do garoto Kevin. Não há motivo para se desconfiar da sinceridade dos sentimentos do treinador. Seria uma leviandade. Por seu passado e pela convivência que se tem com ele.

Tite fariam muito melhor ao futebol se dissesse algo assim:

“Não sei se alguém atirou esse sinalizador. Não sei se foi um corintiano ou um boliviano. Não quero fazer uma generalização, não quero dizer que todo torcedor é ruim, mas esse que soltou o sinalizador, é um bandido. Não sei se deve ser julgado pela lei boliviana ou brasileira, mas é um bandido e deve ser preso”.
Ajudaria o futebol, mas ficaria mal com alguns outros bandidos. Quando se fala mal de UM torcedor do Corinthians, já entra em campo a defesa da Fiel. Não se pode falar nada, não se pode criticar. O espírito de corpo passa a orientar o raciocínio. Mesmo que tenha havido um assassinato em terras bolivianas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário